fbpx
Digital Futurotopia

Lei do Compartilhamento: Entenda o que vem por aí.

A lei do compartilhamento diz que uma pessoa só existe porque existem outras pessoas.

Queremos que tenham suas próprias experiências e percebam que cada ato do mundo material, antes de se manifestar na matéria, se manifesta nos mundos superiores do espírito.

Irmãos, suas mentes são somente suportes de recepção, de análise e ação. A mente é uma ferramenta da matéria a serviço do espírito maior. O mundo espiritual é a origem e o comando de tudo o que existe. O espírito é a matriz universal.

É por esse motivo que vocês estão buscando tantas informações sobre os conhecimentos ocultos e questões da espiritualidade.

O próximo salto evolutivo da humanidade diz respeito exatamente a isso. Vocês já possuem muito conhecimento material e tecnológico, no entanto têm muito pouco acesso aos segredos ocultos do espírito e da consciência.

Vocês ainda estão no início de seus aprendizados. Ainda há muito para descobrir. Não pensem que nós sabemos sobre tudo, pois não sabemos, somos iguais a vocês, fazemos parte do mesmo gênero evolutivo e também precisamos aprender um pouco mais a cada dia, porém estamos em graus distintos. É somente isso que nos difere, o grau e não o gênero. Somos parte de um mesmo gênero evolutivo, o gênero humano, mas estamos num grau interdimensional diferente.

lei-do-compartilhamento-futurutopia

Nós já vivenciamos as mesmas situações que vocês e temos mais conhecimento acumulado e adquirido devido às inúmeras vidas que já tivemos. Como estamos num futuro distante já passamos por muitas experiências, e essas nos transformaram no que somos hoje.

Falaremos a partir de agora sobre a grande lei do compartilhamento e sobre alguns detalhes que logo farão parte das suas vidas futuras.

A lei do compartilhamento trará mudanças gigantescas para a humanidade, mudanças complexas que não serão aplicadas de um dia para outro, como se fosse um passe de mágica. Certamente não será algo simples, mas afirmamos: será maravilhoso.

Para a implantação de um novo sistema de gerenciamento como este, serão necessárias algumas décadas de aprimoramento e desenvolvimento. A humanidade passará por grandes mudanças comportamentais e sociais, mas como todo bom início de caminhada, é preciso dar um primeiro passo, e esse primeiro passo vocês já deram. Um passo ainda tímido, mas suficiente para o início do processo.

Para uma grande mudança como essa ocorrer, será preciso muita coragem e perseverança. Sobre isso nós não estamos preocupados, pois sabemos que vocês são corajosos e seus descendentes serão persistentes.

Queridos, compartilhar é a única saída plausível para a humanidade. Vocês estão começando a compreender aos poucos o poder dessa eficiente lei divina.

Não é possível existir sofrimento em um plano regido pela lei do compartilhamento. O sofrimento só existe nos planos da individualidade e do ego. Aqui, nos planos superiores, convivemos em plenitude e mantemos as nossas individualidades preservadas, porém estamos mergulhados dentro de um fluído de compartilhamento mútuo, o que nos traz total confiança na justiça, no ser humano, na prosperidade e em todos os processos de abundância e riqueza.

Aqui nós cremos na cura, pois ela sempre se manifesta com perfeição. Aqui, quando alguém adoece, todos adoecem juntos e também sentem a sua dor, pois estamos todos interligados uns com os outros. Aqui, quando alguém não se sente bem e sua frequência vibracional cai a níveis perigosos, podendo desencadear contratempos, paramos em conjunto para auxiliar e ajudar na sua cura, pois para nós a saúde do outro é tão importante quanto a nossa própria saúde pessoal.

lei-do-compartilhamento-futurutopia

Não fazemos essas coisas por obrigação ou imposição, e não esperamos qualquer reconhecimento agindo desta maneira. Fazemos isso simplesmente por amor. Aliás, tudo aqui é feito pela força do amor, simplesmente tudo. Não o amor como vocês estão acostumados. Aqui, o sentimento amoroso está ligado em tudo. Ele é considerado uma grande fonte de energia, a nossa fonte de amparo e riqueza. A nossa fonte de criação, motivação, vontade e disposição. A nossa usina maior e o nosso combustível. O amor para nós é simplesmente tudo.

Assim é a lei do compartilhamento, a maior por aqui. Quando o mestre desceu aí na Terra e disse: Amai ao próximo como a ti mesmo, ele estava se referindo exatamente a lei do compartilhamento, a grande lei que ainda estava muito longe de se manifestar por aí.

Sim, a lei do compartilhamento está sendo preparada há muito tempo e em breve estará disponível para a humanidade.

Certamente todo o trabalho feito pelo mestre Jesus não foi em vão. Durante os últimos 2.000 anos o amor foi difundido pelos quatro cantos do mundo através das artes, da música, dos livros e das canções, mas poucos tiveram a capacidade de compreender o seu verdadeiro significado. No entanto, daqui em diante, muitos compreenderão e começarão a praticá-lo em suas vidas.

-Vocês sabiam que suas belas e inquietas criancinhas já vieram preparadas para este novo mundo compartilhado que está nascendo?

Leia também o artigo: Um pequeno guia para treinar a sua mente.

Por enquanto vocês só conseguem compartilhar a informação, mas logo começarão a compartilhar muito mais do que apenas as informações. Em breve compartilharão suas ideias, seus ideais, seus sonhos, suas riquezas, suas conquistas e até mesmo suas energias pessoais.

Quando começarem a vibrar verdadeiramente com as conquistas das outras pessoas, mesmo sendo pessoas desconhecidas e distantes, estarão iniciando o processo do amor mútuo e construirão uma sociedade unificada, uma verdadeira comunidade, uma Comum Unidade.

Quando se sentirem felizes com as vitórias alheias, sem inveja, sem descaso e sem se enganarem com seus pensamentos, estarão prontos para a prática do compartilhamento coletivo. Nesse justo ponto estarão fazendo parte de uma gigantesca Unidade e não apenas a Individualidade.

-Mas será que tudo isso é possível? Parece tudo tão utópico e irreal? O ser humano é tão egoísta e tão competitivo! Como algo dessa magnitude pode ser possível?

Nós afirmamos que isso é possível, pois o ser humano não é individualista em sua essência. O problema é que ele está individualista e está experimentando a força da individualidade e do egoísmo com todo seu potencial, justamente para reconhecer que sozinho nunca chegará a algum lugar.

Em breve o ser humano compreenderá que faz parte de uma unidade coletiva e não é capaz de conquistar nada na vida sem a ajuda e a participação direta das outras pessoas. Quando o homem perceber que tudo o que ele almeja, deve passar pelo crivo da coletividade, ele perceberá que há a necessidade de participar de um fluxo energético de partilha que nós aqui costumamos chamar de fluxo do compartilhamento mútuo.

Vocês ainda precisarão vivenciar alguns infortúnios da individualidade, do egoísmo, do acúmulo excessivo de bens, do acúmulo extraordinário de recursos, para ver os novos processos de compartilhamento acontecendo.

Vocês precisarão chegar ao ápice dessas experimentações egoísticas para chegarem à conclusão que nada é mais valioso do que a saúde física, mental e espiritual.

Chegarão num momento onde terão de parar e olhar com coragem para seus pobres e famintos irmãos africanos, indígenas, aborígenes e mendigos rejeitados e desamparados, para compreender sobre suas responsabilidades como seres humanos.lei-do-compartilhamento-futurutopia

Quando olharem para esses povos explorados, não suportarão a imensa dor que invadirá as vossas almas, e começarão a agir com amor e compaixão consciente.

Chegará um momento onde as máscaras cairão e compreenderão que os problemas desses seres humanos não são apenas problemas isolados e de responsabilidade única dos seus governantes. Vocês sentirão a dor deles em vocês e compreenderão que também são responsáveis por eles estarem vivendo nessas condições.

O mundo futuro será regido pelo compartilhamento. Nesse novo mundo compartilhado, a rejeição, o descaso, o abandono, a fome, a violência moral e a gigantesca discrepância social, não poderão mais existir.

Quando a grande lei estiver instituída, haverá a proposição de novas regras de distribuição de valores entre as empresas e as pessoas, entre as instituições e as pessoas, entre as corporações mundiais e as pessoas, e claro, entre todas as pessoas.

Novas proposições virão para harmonizar e regenerar as relações interpessoais e trazer um novo conforto mental e psicológico aos seres humanos.

A lei do compartilhamento colocará de volta o indivíduo no primeiro plano. Tudo será feito com foco e com objetivo no bem estar das pessoas, e não mais no bem estar das corporações e das instituições.

Assim deve ser e assim será.

 

Compartilhar não significa somente olhar um para o outro, compartilhar significa, olhar juntos e na mesma direção.

O Povo Azul diz que o sistema de governo do futuro será matriarcal e terá como base um sistema sinárquico, ou seja, os governos na sua maioria serão comandados por mulheres e terão como alicerce principal um sistema baseado na sinarquia (sinergia).

Eles dizem que somente as mulheres terão a capacidade de instituir o novo sistema de governo futuro. Elas trarão de volta a harmonização familiar e social. Serão exatamente as mulheres que implantarão os sistemas compartilhados.

lei-do-compartilhamento

A governança compartilhada abnegará os poderes militares e as forças bélicas em detrimento da paz e do bem estar psíquico e espiritual das pessoas. Todavia, para que ocorra essa abnegação as pessoas precisarão se libertar totalmente dos sentimentos de medo no qual estão mergulhadas atualmente.

Somente a existência de um real sentimento de medo pode explicar a existência das guerras. Tanto para quem ataca quanto para quem se defende dentro de uma guerra, o medo é sempre o sentimento dominante. No fundo ambos os lados conflitantes estão se alimentando de uma egrégora de medo e sofrimento.

O Povo Azul diz que é sempre o medo que origina uma guerra. Dizem que ao contrário do que imaginamos, as nações mais avançadas e equipadas militarmente, são exatamente as que têm mais medo nos processos de guerra, e não as mais fracas e mais despreparadas.

Portanto fica fácil concluir que para obtermos sucesso na implantação da nova Terra e na estruturação da lei do compartilhamento, será preciso dissolver totalmente os sentimentos de medo e insegurança. Para que isso ocorra será necessária uma intervenção direta das mulheres na sociedade e nos políticos ao redor do mundo.

A palavra progresso não faz qualquer sentido enquanto há pessoas infelizes ao redor do mundo.

Fonte.