fbpx
Digital Futurotopia

Novas profissões estão surgindo: Criador de Conteúdo.




Com a popularização dos equipamentos que substituíram a película pelo vídeo, surgiu a profissão de videomaker. Esse novo profissional era o responsável por vários processos da produção e criação de um vídeo, desde a captação à finalização. Os processos eram mais enxutos e rápidos do que a produção de cinema. Porém, desde de o surgimento das redes sociais, outras novas profissões foram surgindo, e uma delas é a de “Criador de Conteúdo”, ou simplesmente, Creator.

Mas o que é um criador de conteúdo?

Assim como um videomaker, o criador de conteúdo, participa de muitos, senão todos, os processos da produção audiovisual. O surgimento das redes sociais e a ascensão dos vídeos nestas plataformas transformaram os processos de produção e, atualmente, quem trabalha com vídeo ou foto está cada vez mais envolvido com a produção do conteúdo. Do planejamento, passando pela execução à manutenção de uma campanha.

As marcas e empresas estão adorando, pois a maioria dos produtores de audiovisual estão fazendo o papel de agência, criando campanhas de marketing e publicidade que vão de encontro com o que o mercado tem pedido.

Segundo dados da eMarketer e da CMI Marketing Research, o mercado de AD display, aqueles anúncios que antecedem os vídeo no Youtube, vai cair 30% ao ano,e entre os profissionais de marketing, 73% dizem que conteúdo que engaja é a primeira prioridade para as empresas. É aí que entra o Criador de Contéudo.

O que esperar de um Criador de Conteúdo:

  • Entender e produzir para multiplataformas e em multiformatos.
  • Produzir sempre de modo nativo. Nada de links externos.
  • Gerar engajamento: sua audiência é a sua comunidade.
  • Ser eficiente: respeitar a velocidade de cada rede social.

Quase sempre trabalhando sozinho, o creator normalmente precisa lidar o tempo todo com imprevistos, então é essencial ter organização, já que a estrutura de produção é bem mais enxuta. Porém, também é possível atuar em equipe, dependendo do tamanho do projeto que estiver encabeçando.

Leia também o artigo: Plataformas e Redes Sociais & O Futuro das Conexões Humanas

Um bom exemplo dessa nova fronteira profissional são os aplicativos que facilitam a comunicação entre empresas e creators. É o caso do Vidsy, que propõe a criação de conteúdo para marcas em diversas redes e formatos, tudo em até 10 dias úteis. A criação é feita por quemhttps://futurotopia.com/2019/05/plataformas-e-redes-sociais-o-futuro-das-conexoes-humanas/

entende da plataforma e sua linguagem. É mais veloz e mais barato do que outras produções e ainda assim mantem a qualidade da produção.

webserie-digital-futurotopia

Outras vertentes de produção.

Com tanto conhecimento da área, além de atuarem como agência de Marketing e Publicidade, também já operam como consultores para grande marcas. Oferecendo seu Know-how para a produção de conteúdo em inúmeras plataformas, sempre buscando números de engajamento e não números de audiência. Criar conteúdo é sobre identidade e não sobre visualizações, é sobre criar comunidade, engajar e nutrir.

O sucesso como creator não vem apenas da motivação e sim da disciplina, é a longo prazo!  Vai chegar o dia em que será difícil acordar para fazer conteúdo! É preciso ter presença na internet, redes sociais ativas, ter site próprio e portfólio atualizado.

Por fim, deve-se ter jogo de cintura com o cliente e sempre manter o diálogo aberto. Só assim, poderá mostrar seu ponto de vista e sugerir soluções visuais e criativas, sem deixar de atender às demandas do contratante.

Isso tudo diz mais à respeito da jornada do que sobre o destino final.

Boa jornada!

curso-oratória-futurotopia

 

 

 

 

 

 

Já leu essa aqui?

Deixe um comentário